Tudo o que você precisa saber sobre parto humanizado


“Parto humanizado é um conceito que envolve basicamente o respeito que a mulher precisa no parto. Este parto reconhece a real necessidade da mãe e do bebê no parto. Todas as mulheres deveriam ter direito ao parto humanizado”
, explica o ginecologista e obstetra Alberto Guimarães, defensor dos conceitos de Parto Humanizado e fundador da Parto Sem MedoVamos entender melhor quais são os princípios desse parto?

 

Atender demandas na hora do parto

O que isso significa? Oferecer água, lanches, permitir que a mulher vá ao banheiro quando quiser e que  são benéficas para o bem-estar da mãe.

A escolha da posição é pessoal

Já está comprovado que parir deitada está bem distante de ser a melhor forma para o nascimento. De cócoras costuma ser uma das posições mais indicadas, mas o importante mesmo é a mulher escolher a posição que quiser!

Evitar processos desnecessários para a mãe e para o bebê

Procedimentos que resultam em sofrimento para ambos são completamente dispensáveis. Ou seja, a episiotomia, corte do períneo, uso de ocitocina sintética para estimular o parto. No parto humanizado alguns destes procedimentos só são realizados quando há necessidade e outros nunca são feitos, já que não existem situações em que eles são benéficos para a saúde da mãe e do bebê.

Permitir permanência da doula e obstetriz

A doula e a obstetriz são profissionais que contribuem para a boa evolução do parto e dão assistência para a mãe. Permitir a permanência delas durante o processo do nascimento é essencial para um parto com respeito.

Mãe e filho juntos após o parto

Em partos tradicionais, especialmente cesáreas, é muito comum o bebê ser afastado da mãe após o nascimento. No parto humanizado isso não acontece. Se o bebê estiver bem, ele vai quase que diretamente para o colo da mãe após o nascimento.

E afinal de contas, quais são os benefícios do parto humanizado?

Evita que o bebê nasça prematuro

O parto humanizado tem como um de seus princípios aguardar que a mulher entre em trabalho de parto. “Quando o bebê está maduro, seu pulmão produz uma substância e isso faz com que a mãe entre em trabalho de parto. Se você consegue deixar a mulher entrar em trabalho de parto espontâneo, evita-se que o bebê nasça prematuramente”, explica Alberto Guimarães.

Melhora a respiração do bebê

O processo de passagem do bebê pelo canal vaginal é importante, porque esta compressão ajuda o bebê a colocar para fora todo o líquido dos pulmões.

“O trabalho de parto é o processo final de amadurecimento pulmonar”, constata a médica Carmen Simone Grilo, professora do Departamento de Saúde Materno-Infantil da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo. Assim, os riscos de complicações respiratórias são menores.

Mais calmo e alerta

A ocitocina é um hormônio liberado pela mulher durante o processo do parto normal.  Ao entrar em contato com a ocitocina, o bebê nasce mais calmo e alerta.

Menor risco de obesidade

Uma pesquisa da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP) comprovou que o parto cesárea aumenta o risco de obesidade em adultos jovens. Isto porque a cirurgia faz com que ocorram mudanças na microbiota intestinal dos bebês. Afinal, estas crianças nascidas por meio de uma cesárea não passaram pelo canal vaginal, como acontece com os bebês que nasceram através do parto normal.

Acesse o nosso site e conheça nossas bolsas maternidade: www.bbkits.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *