Ultrassom natural: você conhece ou já ouviu falar?

bbkits 40

Com um exame físico, parteiras conseguem detectar a posição do bebê e até as condições do líquido amniótico. Tudo é representado em um desenho na barriga, que ajuda os pais a visualizarem o novo membro da família. Ali, é possível dar uma espiadinha no que acontece com o bebê e até ter pistas de sua fisionomia. No entanto, muito antes de toda essa tecnologia ser desenvolvida, as parteiras já analisavam as condições da vida intrauterina, só que por meio de exames físicos na mulher.

21

O desenho do bebê no útero pode parecer puramente artístico, mas não se engane: no caso de profissionais experientes, os traços, feitos após um exame físico, representam as condições reais da criança, a partir da 30ª semana é mais fácil, mas dá para sentir antes, dependendo da musculatura da mãe. Com as mãos, a parteira avalia a posição do bebê, sente a quantidade de líquido amniótico, estima o peso fetal, verifica se o bebê está encaixado ou não na pelve materna, mede a altura uterina e o crescimento de uma semana para a outra.

A questão é: Vale por um ultrassom?

Mesmo com todos os detalhes que possa trazer, ele nada tem a ver com o exame de ultrassom de imagem e não o substitui de forma alguma. “Todas as atividades para gestantes que tirem o foco da tecnologia e da medicalização são válidas e importantes. Mas precisa ficar claro que essas ações não substituem o cuidado profissional do médico, da enfermeira obstetra ou obstetriz”, pondera a obstetriz Ana Cristina Duarte, do Grupo de Apoio à Maternidade Ativa (Gama), de São Paulo (SP). Por isso, os exames tradicionais, que acompanham o desenvolvimento do bebê, são fundamentais, independentemente da adesão à técnica.

Dúvidas Frequentes 

Quem faz?

No caso do ultrassom natural, é necessário procurar uma parteira ou enfermeira obstetra que ofereça o serviço.

Quando fazer?

Deixe para o terceiro trimestre, em geral, depois da 30ª semana, quando a barriga já está grande e redonda e dá para sentir o bebê mais precisamente. Muitas mães optam por contratar o desenho e um fotógrafo para o ensaio de gestante. Assim, a arte fica registrada. Há quem pinte a barriga no dia do chá de bebê, como mais uma forma de celebração.

Quanto tempo dura?

Como a pintura costuma ser feita com maquiagem, para remover o desenho basta lavar ou usar algum demaquilante.

Quanto custa?

Muitas vezes, os valores estão inclusos na consulta de pré-natal das parteiras ou obstetrizes que realizam a técnica, o que fica entre R$ 150 a R$ 250. Já a simples pintura na barriga (sem retratar fielmente como está o bebê), feita por artistas plásticos, custam entre R$ 100 e R$ 400.

E você, o que acha da técnica?

Se ainda estiver curiosa, vale a pena conferir o blog da Giovanna Balogh: “Ultrassom natural e arte gestacional ajudam grávidas a interagir com bebês“: http://bit.ly/2ftlsip

Fonte: Revista Crescer.

Acesse o nosso site e conheça nossas bolsas de maternidade! <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *