Seja um incentivador da leitura

criança-lendo

Nem todas as crianças têm interesse em ler um livro, qualquer que seja ele: Gibis, revistinhas, livros ilustrados com desafios e brincadeiras ou livros tradicionais. Neste contexto, muitos pais acham que há uma solução mágica para despertar o interesse no filhote ou, automaticamente, se culpam por não dar o exemplo de leitura dentro de casa; o que pode realmente ser determinante para estimular a criança a se tornar um leitor. Embora seja um desafio constante, há maneiras de despertar o interesse pela leitura e isso começa dentro de casa; ainda que a família não tenha um apego especial aos livros. Mais tarde, na escola, a criança terá mais facilidade para realizar suas atividades, ser criativa, se expressar, escrever e falar bem, entre diversas outras coisas que só o mundo da leitura pode proporcionar, quando aliado ao prazer proposto na hora da leitura de qualquer tipo de gênero textual. Para ajudá-lo nessa caminhada tão bonita, separamos algumas dicas:

–  Tenha um espaço em algum ambiente da casa com livros chamativos

Opte por livros interativos; imagens grandes, coloridas e divertidas despertam um deslumbramento antes mesmo da leitura ter início. Incentive o seu filho a explorar o conteúdo ao longo da leitura!

-Transforme a leitura em diversão e brincadeira

Muitas crianças não gostam de ler, porque criaram associações negativas a respeito dos livros. Isso quer dizer que o ato de ler para elas, soa como uma obrigação, dever ou tarefa nada prazerosa. Vale interpretar a história fazendo vozes diferentes para cada personagem, brincar com as palavras, fazer gestos e sons divertidos.

-Rodeie sua casa de livros

Espalhe livros pela casa. Às vezes a maior dificuldade não é despertar o interesse pela leitura, mas sim a criança ter acesso fácil aos livros. Vale deixar livrinhos no banheiro, na mesa de centro, no quarto da criança e até na cozinha.

-Dê livros de presente

Prefira livros à brinquedos. Leve seu filho para algum lugar ao ar livre, proporcione um momento relaxante, vale fazer um piquenique, levá-lo à livraria, espaços infantis que proporcionem leituras coletivas ou teatros, entre outros.

– Dê o exemplo

Talvez essa seja uma dificuldade para muitos pais, mas mesmo o bebê, pequenininho e aparentemente alheio a determinadas situações, presta atenção em tudo e, com o tempo, criará associações da leitura com o exemplo dado pelos pais. Por isso, ainda que você não seja um leitor assíduo, encontre leituras alternativas para que seu filho veja você lendo; pode ser uma revista ou jornal no lugar de livros tradicionais, por exemplo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *